Marketing 3.0 e 4.0 nunca foram tão importantes

Marketing 3.0 e 4.0 nunca foram tão importantes

Volume 19 Nº 1 (2021) REGEM mai 2021

ISSN 2763-8022 (International Standard Serial Number)

por Prof. MSc. Saulo Carvalho
*direitos reservados ©. Texto com liberdade de citação: CARVALHO, Saulo Henrique

Gestão. Marketing 3.0 e 4.0:

Gestão: Estratégias e ações de Marketing 3.0 e 4.0 nunca foram tão importantes. Mudanças aceleradas de mercado, sobretudo em segmentos de ciclos rápidos como a indústria com foco no varejo, comércio e serviços, tornam ainda mais mandatórias a estruturação e aplicação de Sistemas Estruturados de Pesquisa Científica que identifiquem com eficácia a persona dos públicos-alvo de seus produtos e serviços.

Análises recentes que já apontavam um incremento na abertura de pequenos negócios locais e regionais com foco na oferta de produtos e serviços one-to-one agora dão conta de um importante aumento na inauguração e reestruturação de pequenas e médias empresas em mercados severamente impactados pela pandemia SARS-CoV-2 a partir do início de 2020. Tais impactos que aceleraram e corrigiram rotas das estratégias empresariais ao exigirem enorme mudança de paradigma dos prorietários e gestores de empresas, ainda terão desdobramentos mercadológicos acentuados em 2021 e nos próximos anos.

A digitalização das estratégias e ações comerciais e o melhor entendimento do que é inteligência de mercado que já apareciam no horizonte como importantes e irreversíveis, tornaram-se obrigatórias. Certamente, haverá maior fatia de grandes e médias empresas que entrarão de vez na era de inteligência de mercados e digitalização comercial e um menor percentual de pequenos e médios negócios também conseguirá, de fato, se utilizar dessas ferramentas para transportar diferencial competitivo em sua estrutura de oferta ao mercado.

Porém, pequenas, médias ou grandes empresas, guardadas as devidas proporções da capacidade de investimento em pesquisa e inovação, somente conseguirão implementar com sucesso Pesquisas Científicas Estruturadas de Mercado e digitalização eficazes para obter dianteira de seus concorrentes, quando entenderem e de fato praticarem o que está abrigado no “guarda-chuva” MARKETING 3.0 e 4.0, e em cada uma de suas áreas de sustentação. Esse movimento será facilitado para empresas que estabelecerem a cultura do Marketing como Gestão. Os desafios são grandes.

A proposta do Marketing como Gestão trata de implementar estratégias, processos e ações sinérgicas autoalimentadas nas áreas de sustentação do MARKETING 3.0 e 4.0 em todas dimensões de gestão: Produto (qualidade, pós-vendas, eliminação de desperdícios), Preço (custos fixos, custos variáveis), Pontos e Plataformas de Vendas, Promoção (publicidade de produtos e serviços), Pessoas (colaboradores, treinamento, desenvolvimento, clientes e parceiros), Processos, Provas relatoriais e físicas (KPI´s), Política de micro ambiente (forças e fraquezas), macro ambiente (oportunidades e ameaças) e Public Opinion (monitoramento das percepções e manifestações do cliente) mantendo sempre o P de pessoas (colaboradores,clientes e parceiros) como pilar balizador de todos os processos, estratégias e ações empresariais. A percepção desse conceito de gestão deverá ser absorvida e propagada na estrutura organizacional da empresa.

Entenda a evolução:

MARKETING 1.0 – Estratégias e ações com foco majoritariamente nos produtos. (até meados de 1945)
MARKETING 2.0 – Estratégias e ações com foco majoritariamente nos produtos e no mercado concorrencial. (até meados de 1990).
MARKETING 3.0 – Estratégias e ações fundamentadas majoritariamente na essência do cliente e suas necessidades sociais, comportamentais e espirituais. Valorização do ambiental e do socialmente responsável. Tecnologia da informação como aliada na tomada de decisões (anos 2000). Marketing como gestão.
MARKETING 4.0 – Estratégias e ações fundamentadas majoritariamente na essência do cliente e suas necessidades sociais, comportamentais e espirituais somado a engenharia social, algoritmos, grande volume de dados e processos transformados em entendimentos úteis e práticos. Omnichanel. Fundamentos ESG (Environmental, Social and Governance). Marketing como gestão (hoje)
CARVALHO, Saulo Henrique (2021).

 

O grandioso número de possibiidades de compra que o consumidor pós-moderno possui concomitante com as curvas de comportamento de consumo cada vez mais acentuadas e oscilantes, fortalece a exigência para que empresas que queiram expandir seus mercados, criem e apliquem estratégias baseadas no Marketing como Gestão. Portanto as enormes mudanças no comportamento do consumidor na transição entre modernidade e pós-modernidade de consumo deixa claro que ferramentas aplicadas e largamente difundidas até fim do século 20 precisam ser atualizadas, modernizadas e, em alguns casos, substituídas.

CONSUMO NA POS-MODERNIDADE

CARVALHO (2018)

 

LEIA TAMBÉM O ARTIGO : Consumo e empoderamento do Consumidor

 

Os desafios ao incremento sustentável das vendas serão ainda maiores a depender do mercado concorrencial em que esta média ou grande empresa estiver inserida, associado ao dinamismo mercadológico ainda impulsionado pelas aceleradas mudanças macro-ambientais provocadas pelos impactos da pandemia SARS-CoV-2, ambiente econômico, social e no Comportamento do Consumidor.

Os maiores obstáculos para essa nova postura organizacional são encontrados no nível estratégico das médias e grandes empresas que querem se tornar referência em seus segmentos ou precisam garantir o grau de inovação, produtividade e competitividade necessários para tal. Nessas empresas os esforços deverão ser maiores pois o entendimento correto do MARKETING 3.0 e 4.0 deve germinar e se fortalecer no topo da cadeia de gestão para ser posteriormente absorvido, desenvolvido e praticado pelos níveis tático e operacional e, consequentemente, passe também a circular de maneira orgânica na cultura organizacional da empresa.

MARKETING 3.0 e 4.0: VENDER MAIS, COM MAIOR QUALIDADE e RESULTADOS SUSTENTÁVEIS

Nesse contexto, caso o tempo entre a germinação e fortalecimento na alta gestão, absorção e prática nos níveis tático e operacional sobre MARKETING 3.0 e 4.0 se apresente longo demais (o que geralmente é constatado como regra), haverá importante grau de perda de participação de mercado e ou serão desperdiçadas excelentes oportunidades para reestruturação e melhorias no departamento de Marketing com ganhos escaláveis, conhecimento mais aprofundado dos públicos-alvo e, portanto, aumento sustentável qualitativo e quantitativo das vendas.

Os conceitos aplicados do MARKETING 3.0 e 4.0 e suas áreas de sustentação significam uma disrupção naquilo que as empresas atuais entendem sobre Gestão de Processos e praticam sobre Mercado pois cria uma sinergia eficiente entre todos os departamentos, atualizando-os sob a égide da importância do público consumidor. Essa inovação com otimização e melhoria dos processos irá propiciar aos colaboradores e parceiros maior foco na relação de excelência empresa-cliente e empresa-mercado, e elevar os ganhos em produtividade, competitividade, vendas e lucro.

Os resultados do corrreto entendimento e eficaz estruturação para o MARKETING 3.0 e 4.0 irão além do incremento quantitativo de curto e médio prazos ao estabelecer aumento positivo da percepção qualitativa da Marca, produtos e serviços e gerar motor de alavancagem nas ações de curto e médio prazos, mantendo assim, o círculo virtuoso entre aumento das vendas e geração de receitas.

Os conceitos aplicados do MARKETING 3.0 e 4.0 e suas áreas de sustentação significam uma disrupção naquilo que as empresas atuais entendem sobre Gestão de Processos e praticam sobre Mercado pois cria uma sinergia eficiente entre todos os departamentos, atualizando-os sob a égide da importância do público consumidor. Essa inovação com otimização e melhoria dos processos irá propiciar aos colaboradores e parceiros maior foco na relação de excelência empresa-cliente e empresa-mercado, e elevar os ganhos em produtividade, competitividade, vendas e lucro.

Lembremos que toda crise gera muitas oportunidades de melhoria para empresas que buscam aprimorar seus processos. E aprimorar processos em um período de crise significa estar à frente dos concorrentes, mais próximo dos clientes e da lucratividade sustentável.

Sempre cada vez mais fortalecidos. Afinal é certo que novas crises virão!

 

LEIA TAMBÉM O ARTIGO: Planejamento: reinvente o o modelo clássico 4 P´s.

Citação a CARVALHO, Saulo Henrique.

Professor Mestre Saulo Carvalho é Mestre em Gestão e Planejamento (UNITAU) stricto-sensu. Pós-Graduado em Comunicação e Marketing Empresarial (UMESP) lato-sensu, Graduado em Administração de Marketing (UMESP). Admitido em regime especial ao Doutorado sobre Pesquisa Operacional (ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica e Universidade Federal de São Paulo).

Consultor empresarial com atuações no Brasil e América Latina. Ministra disciplinas de Administração, Marketing, Pesquisa e Planejamento Estratégico aos cursos superiores de Administração, Marketing e Engenharia. É pesquisador sobre Gestão, Marketing e Ambiente Econômico. Desenvolve e aplica pesquisas científicas sobre Gestão e Marketing.

Lattes CNPq: http://lattes.cnpq.br/4888421957045803

LEIA OS TERMOS DE USO ©

REFERÊNCIAS:

CARVALHO, Saulo Henrique; SANTOS, M. J. . Consumo e empoderamento do consumidor. CICTED, v. 2018, p. 1, 2018.

KOTLER, Philip. KARTAJAYA, Hermawan. SETIAWAN, Iwan. Moving from Traditional to Digital. Marketing 4.0, amudança do tradicional para o digital.1° ed. Lisboa: Actual, 2017.

KOTLER, Philip. KARTAJAYA, Hermawan. SETIAWAN, Iwan. Marketing 3.0, as forças que estão definindo o novo marketing centrado no ser humano.1° ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

image_pdfDownload

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1
online
Olá! Somos o atendimento iBlueMarketing®! Como podemos ajudar sua empresa ou negócio? (s)